ROSTO

MAMA

CORPO

INJETÁVEIS

Blefaroplastia

A blefaroplastia (habitualmente conhecida como cirurgia das pálpebras ou elevação das pálpebras) desempenha um papel vital no rejuvenescimento facial. A remoção do excesso de flacidez da pele em torno dos olhos, devolve uma aparência mais suave e mais jovem, eliminando o “ar cansado” e envelhecido, podendo ser realizado exclusivamente na pálpebra superior, na pálpebra inferior ou em ambas.

Por vezes, pode ser necessário complementar a blefaroplastia com outros procedimentos mais ou menos invasivos (ex. tratamento das rugas com toxina botulínica; tratamento das olheiras com enxertos de gordura; aplicação de àcido hialurónico; fios suspensores; lifting das sobrancelhas…) para um melhor resultado estético.

Otoplastia (Correção de Orelhas Aladas)

As orelhas aladas, também designadas por “orelhas descoladas” ou “orelhas de abano”, são a anomalia congénita mais comum do ouvido externo. Resultam de uma deformidade em que não se desenvolve uma dobra na cartilagem auricular, o que faz com que o pavilhão auricular fique afastado em relação ao crânio.
Apesar das orelhas aladas serem consideradas uma deformidade minor, sem consequências fisiológicas ou funcionais evidentes, podem ser uma fonte de desconforto, especialmente para crianças em idade escolar.

A otoplastia é a cirurgia que permite corrigir a forma, proporção, dimensão e posição das orelhas através de uma incisão na parte posterior da orelha.

Qual a altura ideal para a correção das orelhas aladas?

O momento adequado para a correção cirúrgica deve ter em consideração o crescimento auricular, a consistência da cartilagem, a pressão psicológica e o desejo da criança.

As orelhas aladas podem ter um efeito emocional e comportamental grave para uma criança. Como tal, a sua correção deve ser feita durante a infância, em idade pré-escolar (5-6 anos). No entanto, também pode e deve ser feita em adultos.

Rinoplastia

O nariz é, incondicionalmente, um determinante da estética facial e da identidade individual.

A rinoplastia é um procedimento cirúrgico que reestrutura ou redimensiona o nariz. Pode corrigir uma variedade de preocupações, incluindo:

  • Tamanho do nariz em relação ao equilíbrio facial;
  • Largura do nariz no dorso ou no tamanho e posição das narinas;
  • Perfil de nariz com bossas visíveis ou depressões no dorso;
  • Ponta nasal ampliada ou bulbosa, inclinada, voltada para cima ou para baixo;
  • Narinas grandes, largas ou viradas para cima;
  • Assimetria nasal.

A importância da morfologia nasal na estética facial e na identidade individual, associada às particularidades da cirurgia nasal fazem da rinoplastia uma das cirurgias mais diferenciadas na Cirurgia Plástica e Reconstrutiva.

Lifting Frontal / Lifting das Sobrancelhas

O lifting frontal/lifting das sobrancelhas corrige os efeitos da gravidade e envelhecimento dos tecidos moles da testa, devolvendo um contorno mais jovem na pele da testa, nas pálpebras superiores e nas sobrancelhas.

Uma sobrancelha jovem em repouso está posicionada acima do rebordo orbitário, com um arco gradual lateralmente e a extremidade lateral da sobrancelha localizada acima da extremidade interna. Com o envelhecimento, é comum que a testa assuma uma posição plana ou horizontal com a queda das sobrancelhas.

O lifting frontal / lifting das sobrancelhas é a cirurgia que permite rejuvenescer o terço superior do rosto, permitindo:

  • Reduzir as linhas de rugas que se desenvolvem horizontalmente na testa e as rugas na parte lateral dos olhos (“pés de galinha”);
  • Melhorar as linhas e os vincos verticais que se desenvolvem entre as sobrancelhas;
  • Elevar as sobrancelhas devolvendo uma aparência mais jovem.

Existem vários métodos de lifting frontal / lifting das sobrancelhas, que envolvem diferentes incisões em diferentes locais, podendo às vezes ser utilizada a técnica endoscópica. O tipo de cirurgia é baseado de acordo com as características faciais e preferências estéticas adequadas a cada caso.

Lifting Facial / Liftting do Pescoço

O lifting facial/lifting do pescoço é a abordagem mais abrangente para o tratamento de rugas faciais e flacidez no rosto e no pescoço causada pelo envelhecimento e/ou perda de peso. O procedimento remove o excesso de pele, aperta os músculos subjacentes e redireciona a pele para uma posição mais alta, devolvendo um contorno harmonioso e mais jovem do pescoço e mandíbula, ao mesmo tempo que elimina ou minimiza as rugas do terço médio e terço inferior da face.

Existem muitas técnicas diferentes com resultados que podem ser consistentemente confiáveis, seguros e duráveis. As incisões e cicatrizes resultantes dependerão da área do rosto que é direcionada e de acordo com as características faciais e preferências estéticas de cada caso.

Mentoplastia

Um queixo bem definido ajuda a dar equilíbrio ao rosto e cria uma parte importante do seu perfil. A forma do queixo tem uma influência notável sobre a aparência geral do rosto e pescoço.

A melhoria da forma do queixo pode ser realizada com várias técnicas, podendo passar pela diminuição do tamanho e projeção do queixo através da retirada de uma porção de osso ou pelo seu aumento de tamanho e projeção com utilização de implantes ou avanço ósseo.

Mamoplastia de Aumento

A mamoplastia de aumento é uma das cirurgias plásticas mais procuradas pelas mulheres.

A principal razão que leva as mulheres a procurarem este tipo de intervenção cirúrgica é restaurar ou melhorar a forma e/ou volume mamários quando este se apresenta pequeno ou desproporcional ao corpo, como nos casos de:

  • Hipoplasia mamária (mama de pequeno volume);
  • Atrofia mamária;
  • Assimetria mamária;
  • Perda de volume (após gravidez ou processo de emagrecimento).

A mamoplastia de aumento com enxertos de gordura (transferindo gordura de um local do corpo para a região mamária) ou a introdução de próteses de gel de silicone constitui a opção cirúrgica primária para a correção deste tipo de problema.

O uso das próteses de gel de silicone para o aumento do volume mamário marcou uma nova era na história da Cirurgia Plástica. Esta intervenção é realizada efectuando uma pequena incisão e colocando uma prótese de gel de silicone atrás da glândula mamária ou atrás do músculo grande peitoral, com indicações distintas para cada um dos casos.

Existem várias técnicas de abordagem para se efectuar esta intervenção cirúrgica:

  • Via peri-areolar;
  • Via axilar;
  • Via infra-mamária.

Não existe uma via melhor do que a outra. Essa escolha é discutida consoante as características físicas da doente e dos seus desejos individuais.

Na maioria dos casos, a doente escolhe a via de acesso de acordo com o seu desejo. De qualquer maneira, quando realizada com cuidado e critério, todas as vias são adequadas e acarretam cicatrizes discretas (inferiores a 4 cm).

Há uma grande diversidade de próteses de diferentes formas e diferentes texturas. Com a grande variedade de próteses existentes no mercado, cada doente terá um tipo de prótese mais adequada para atingir o seu desejo. Cabe ao cirurgião, orientar a escolha do tamanho e forma mais adequadas, de modo a ir ao encontro dos resultados desejados pela doente. Deve-se buscar sempre o equilíbrio entre o tamanho da doente, do seu tórax e das suas mamas, de modo que o resultado final fique harmonioso e natural.

Revisão / Substituição de Prótese Mamária

Os principais motivos que levam à necessidade de revisão/substituição de próteses mamárias são:

  • Desenvolvimento de deformidade mamária por contractura capsular;
  • Ruptura da prótese mamária;
  • Mudança na forma e volume da mama (podendo ser associado a uma cirurgia para corrigir a queda da mama – lifting mamário);
  • Desejo de alterar o tamanho das próteses mamárias.

Mastopexia / Lifting Mamário

A prótese mamária ou queda da mama constitui uma das dismorfias mamárias mais frequentes, sendo causada pelo emagrecimento, atrofia pós-gravídica, envelhecimento e perda de elasticidade da pele.

A mastopexia é a cirurgia realizada para solucionar este problema. Existem várias técnicas de abordagem para se elevar a mama.

A cicatriz resultante da mastopexia pode ser:

  • Apenas em torno da aréola;
  • Em forma de cicatriz vertical;
  • Em “forma de “L” ou “J”;
  • Em “T” invertido.

A melhor técnica e a melhor cicatriz são definidas de acordo com as características anatómicas da mama. Em muitos casos, pode ser necessário colocar uma prótese mamária durante a realização da mastopexia para restaurar o volume perdido (mastopexia de aumento).

Mamoplastia de Redução

A hipertrofia mamária é uma queixa frequente entre as mulheres, caracterizando-se por um excesso de pele, glândula mamária e gordura, que no seu conjunto originam diversas queixas, como dor na região cervical e ombros, sulcos nos ombros causados pelas alças dos sutiens, alterações da pele no sulco infra-mamário, assim como factores psicológicos pelo volume mamário exagerado, associado muitas vezes a limitações na prática desportiva e outras actividades sociais.

Existem diversas técnicas de mamoplastia de redução. A cicatriz resultante pode ser:

  • Em forma de cicatriz vertical;
  • Em “forma de “L” ou “J”;
  • Em “T” invertido.

Reconstrução Mamária

A reconstrução mamária é, inquestionavelmente, uma das áreas nobres da Cirurgia Plástica e Reconstrutiva, não só pela complexidade técnica que poderá estar relacionada com o processo reconstrutivo, mas também pelo impacto positivo na vida de quem dela necessita.

Existem vários tipos de opções reconstrutivas:

  • Reconstrução aloplástica – utilizando expansor e/ou prótese mamária;
  • Reconstrução autóloga – transferindo tecido do próprio corpo (tecido abdominal – retalho TRAM/DIEP; tecido da região glútea e coxa (SGAP, IGAP e TUG); tecido das costas (retalho grande dorsal);
  • Enxertos de gordura – transferindo gordura de um local do corpo para a região mamária.

A seleção da técnica reconstrutiva a utilizar tem em consideração diferentes factores, como a idade da doente, estado geral, tabagismo, perfil psicológico, antecedentes patológicos (ex. diabetes mellitus), antecedentes cirúrgicos (ex. cirurgia abdominal), radioterapia adjuvante e a vontade da doente.

Lifting dos braços / Braquiplastia

O lifting dos braços ou braquiplastia é um procedimento cirúrgico que retira o excesso de pele e gordura da face interna e inferior dos braços, permitindo a remodelação e melhoria do contorno do braço.

As opções cirúrgicas são gradativas face ao problema em questão, estendendo-se desde a lipoaspiração até à retirada do excesso de pele e gordura resultando numa cicatriz linear que se estende do cotovelo até à axila.

Mini-lipoabdominoplastia / Lipoabdominoplastia

É um procedimento cirúrgico que tem como objectivo remodelar a zona do abdómen, permitindo a remoção do excesso de pele e gordura da região abdominal, as estrias da parte inferior do abdómen e a correção da flacidez da parede abdominal (diástase dos rectos abdominais) que ocorre, frequentemente, após a gravidez.

A cirurgia é feita realizando uma incisão que fica escondida pela roupa interior ou bikini podendo ser necessário a realização de cicatriz no umbigo (mini-lipoabdominoplastia vs lipoabdominoplastia).

Lipoaspiração / Lipoescultura

A lipoaspiração/lipoescultura é um procedimento que permite esculpir o corpo removendo a gordura que não responde à dieta e ao exercício, deixando um contorno corporal mais desejável e uma transição suave entre as áreas aspiradas e as não adulteradas. Este procedimento pode ser aplicado a praticamente qualquer área do corpo.

As principais zonas de tratamento são:

  • Pescoço;
  • Tórax;
  • Mama;
  • Abdómen;
  • Anca;
  • Coxas;
  • Joelhos;
  • Pernas.

Gluteoplastia

A gluteoplastia é um procedimento projetado para melhorar o tamanho, a forma e a aparência geral da região glútea.
É indicado para os casos de flacidez, diminuição de volume e/ou perda de contorno das nádegas e parte lateral das coxas.

A gluteoplastia pode ser realizada através de:

  • Próteses de gel de silicone;
  • Enxertos de gordura – transferindo gordura de um local do corpo para a região glútea;
  • Preenchimento com material sintético , como por exemplo ácido hialurónico.

Lifting das Coxas

Para muitas pessoas, as coxas tornam-se uma área cada vez mais problemática à medida que envelhecem, enquanto outras acham que as coxas permanecem teimosamente resistentes à dieta e exercício mesmo após uma perda de peso maciça.
A cirurgia de lifting das coxas remodela as coxas reduzindo o excesso de pele e gordura, resultando numa melhoria do contorno da coxas e da parte inferior do corpo.

Existem várias técnicas disponíveis que permitem personalizar o procedimento de lifting das coxas de acordo com as necessidades individuais de cada caso, passando desde a lipoaspiração para remoção do excesso de gordura, até à realização da retirada do excesso de pele e gordura da face interna das coxas, resultando numa cicatriz na prega inguinal.

Cirurgia Íntima e Rejuvenescimento Genital – Labioplastia

Cada vez mais, as mulheres pedem procedimentos estéticos para melhorar a aparência da região vulvar. A hipertrofia dos pequenos lábios pode causar irritação, dor e dificuldade em usar roupas, especialmente roupas desportivas ou roupas mais apertadas.

A labioplastia é um procedimento cirúrgico que se destina a alterar o tamanho ou a forma dos pequenos lábios, tornando-os, geralmente, menores ou corrigindo qualquer assimetria.
A labioplastia também pode ser realizada nos grandes lábios.

Através da cirurgia de rejuvenescimento genital feminino, as mulheres conseguem alcançar:

  • Aumento da auto-confiança;
  • Aparência aprimorada de lábios e da região vulvar;
  • Restauração da aparência mais jovem da genitália feminina;
  • Maior conforto durante o exercício e situações íntimas;
  • Capacidade aprimorada de usar roupas mais apertadas, como roupa desportiva e fatos de banho.

Toxina Botulínica

A toxina botulínica (Tipo A) é uma injeção cosmética que bloqueia os sinais nervosos que causam a contração dos músculos. Este efeito relaxa e suaviza a aparência de linhas e rugas causadas por movimentos repetitivos no rosto, mais comummente, entre as sobrancelhas, em torno dos olhos (“pés de galinha”) e as rugas da testa.

A toxina botulínica também pode ser utilizada para corrigir e equilibrar assimetrias faciais, relaxar as bandas do pescoço, reduzir a transpiração excessiva (tratamento da hiperhidrose), tratar enxaquecas e tratar outros excessos de contração muscular.

As injeções de toxina botulínica, geralmente, podem ser concluídas no mesmo dia da avaliação inicial.

As agulhas utilizadas são muito pequenas e finas, causando uma dor mínima. Dependendo das suas preocupações e condições específicas, serão necessárias várias injeções para alcançar o resultado desejado.

Fillers (Ácido Hialurónico)

Os Fillers são um tipo de injeção cosmética minimamente invasiva usada para adicionar volume, alterar os contornos do rosto e preencher as rugas muito marcadas. As áreas comuns para injetar estão no rosto, pescoço e mãos, resultando numa aparência mais completa, mais suave e mais jovem. Os enchimentos dérmicos estão entre os procedimentos estéticos mais populares, permitindo a obtenção de resultados imediatos, com muito poucos riscos associados e pouco tempo de recuperação.

Enxertos de Gordura

O procedimento de enxerto de gordura transfere a gordura de áreas onde esta existe em excesso, como as coxas ou região abdominal e, injeta-a em áreas com défice de volume. As áreas comummente injetadas incluem as mãos, o rosto (incluindo os lábios), as depressões na pele (ex. áreas cicatriciais, após traumatismos…), a mama e nádegas (para aumento).

No caso da face, a transferência de gordura permite corrigir os vincos faciais, as cicatrizes do acne e dar volume a áreas afundadas do rosto e lábios.

Este procedimento é seguro, duradouro e bem tolerado, produzindo resultados naturais e harmoniosos.

Marque já a sua consulta de avaliação e tenha o corpo,

com que sempre sonhou!

Dr. Gustavo Coelho

Dr. Gustavo Coelho

Cirurgião Plástico

Consulta de Avaliação Cirurgia Plástica

Shares
Share This
× Precisa de ajuda?