Reabilitação Oral

Prótese fixa

A reabilitação oral mediante uma prótese fixa pode ser feita sobre dentes naturais ou sobre implantes e tem como principal objetivo recuperar estrutura dentária e/ou dentes perdidos. Deste modo, ela pode ser total quando há necessidade de recuperar toda a estrutura dentária (coroa) ou parcial quando há perda de parte da estrutura dentária (facetas, onlay, inlay e overlay).

As suas principais vantagens são o conforto, pelo fato de ser fixo e de certa forma o mais semelhante à dentição natural, não só pela sua resistência mas também pela estética, aumentando a auto estima e satisfação do paciente.

É possível fazer uma prótese fixa unitária (coroa) ou uma ponte, em que os dentes adjacentes ao local onde se extraiu o dente, servirão de pilares para suportar uma estrutura composta por 3 coroas. Tal como já referimos, na ausência de mais peças dentárias é possível colocar implantes que de igual modo servirão de pilares para suportar uma prótese sobre implantes.

A higienização destas próteses é igualmente exigente, e em pacientes portadores de pontes está indicado o uso de um passa fios para higienização da zona dos pônticos, além da habitual escovagem, uso de fio e escovilhão dentário.

Situações onde as próteses fixas estão indicadas:

  • Ausência de dentes
  • Correção de dentes com manchas/ escurecidos ou com alteração de forma
  • Correção do alinhamento de dentes
  • Suporte para próteses esqueléticas
  • Reabilitação de dentes extensamente destruídos

O processo de confeção destas próteses é mais demorado necessitando de várias consultas, pois parte do trabalho é realizada em laboratório. Durante este processo são colocados em boca coroas provisórias (confecionados em materiais menos resistentes mas com boa estética).

Existem vários materiais disponíveis, como por exemplo: metal (cromo-cobalto, paládio), zircónio (metal branco), cerâmicas entre outros. A sua seleção está dependente de vários fatores que devem ser considerados durante a consulta de avaliação com o seu médico dentista.

 Prótese removível

As próteses removíveis são dispositivos que permitem substituir dentes, gengiva e osso. A perda destas estruturas pode originar problemas a nível funcional e estético, diminuindo a autoestima do paciente.

Estas próteses podem ser confecionadas essencialmente em dois tipos de materiais: em acrílico e em metal (esqueléticas). As próteses acrílicas apoiam-se na mucosa e no rebordo ósseo, podendo ter uns ganchos que abraçam os dentes adjacentes aos locais desdentados, ajudando na sua retenção. As próteses esqueléticas têm uma grande componente em metal e apoiam-se em mucosa e dentes, estas são mais higiénicas e confortáveis pois além de serem menos extensas, o apoio dentário permite que estas tenham mais estabilidade. A seleção do tipo de prótese deverá ser cuidadosamente estudada pelo seu médico dentista.

A primeira abordagem com uma prótese é sempre difícil pois passamos a ter um objeto estranho dentro da boca. Há que aprender a conviver com ela, a mastigar e falar. Estas requerem um cuidado de higiene oral bastante rigoroso, sendo que com a exceção da primeira semana de uso, estas devem ser retiradas durante a noite e colocadas num copo com água e um produto específico para limpeza da prótese. No final de cada refeição, além da habitual escovagem dos dentes, o paciente deve ter o cuidado de retirar a prótese e lava-la, para que esta não acumule restos de alimentos que ao se manter em contacto continuado com o dente, pode mais tarde originar cáries.

A durabilidade da prótese está dependente do próprio organismo do paciente. Com o passar do tempo estas começam a ficar mais soltas e desajustadas, pois a nossa cavidade oral também vai alterando, podendo haver perda de osso, gengiva e até dentes. Quando as alterações são mínimas, é possível fazer um rebasamento ou acrescento de dente. Se ocorrer algum acidente e a prótese partir, também é possível fazer um conserto, dependendo do grau de fratura.

Facetas ou Lentes de Contacto Dentárias

As facetas dentárias são uma espécie de “capa para os dentes” feitas em cerâmica. São coladas ou cimentadas de forma permanente sobre os dentes, que são para o efeito, previamente desgastados de uma forma pouco invasiva ou profunda.

As lentes de contacto dentárias têm este nome, devido à sua pequena espessura (0,2 a 0,5 mm), aparentando uma lâmina fina, são consideradas essencialmente para corrigir fatores de ordem estética, pois regra geral a sua aplicação é efetuada com o objetivo de modificar a cor ou alterar a forma ou posição dos dentes.

Neste sentido, as facetas estéticas possuem indicação em pacientes que procuram aumentar a sua autoestima, melhorando a sua aparência visual, pois muitas vezes por vergonha ou inibição relacionada com a sua estética dentária, acabam por evitar o próprio sorriso.

Com a arte digital DSD – Desenho Digital do Sorriso, podemos simular o seu novo sorriso antes de começar o tratamento! Desta forma poderá ter uma perceção do formato e cores dos dentes, que mais se adequam a si.

Sorrir em 12H

Sempre desejou ter um sorriso de sonho ou poder voltar a sorrir?
E se isso fosse possível em menos de 12h?

O Antes e o Depois dos pacientes tratados pela nossa equipa!

Caso Clínico 01

Antes
Depois

Caso Clínico 03

Antes
Depois

Caso Clínico 05

Antes
Depois

Caso Clínico 07

Antes
Depois

Caso Clínico 02

Antes
Depois

Caso Clínico 04

Antes
Depois

Caso Clínico 06

Antes
Depois

Caso Clínico 08

Antes
Depois

 
Marque já a sua consulta de avaliação e tenha a qualidade de vida que sempre desejou!

Consulta de Avaliação de Reabilitação Oral

Shares
Share This
× Precisa de ajuda?