Saúde Oral na Grávida

A gravidez é uma fase da vida da mulher que gera grande felicidade e também preocupação. Idealmente, a mulher deve ir ao dentista e fazer todos os tratamentos necessários antes de engravidar, de modo a evitar infeções orais que poderão levar à toma de antibiótico, que deve ser evitado durante os 9 meses de gestação.

As alterações fisiológicas e psicológicas ocorrem com frequência e a mulher sofre alterações hormonais com efeitos na cavidade oral. Uma situação característica nas grávidas é o sangramento das gengivas com mais frequência devido às alterações hormonais características da fase em questão. Para tal, pede-se uma atenção extra para os cuidados de higiene oral e a realização de uma destartarização ajudará a manter a saúde gengival. A hiperacidez da saliva (devido aos vómitos) e a xerostomia (diminuição do fluxo salivar), favorecem o desenvolvimento bacteriano, aumentando a tendência para a formação de cáries dentárias e gengivite.

Na eventualidade de ter que fazer tratamentos dentários durante a gravidez, não há risco para o bebé, ainda que seja necessário anestesia. Apenas deve-se evitar radiografias e preferencialmente os tratamentos devem ser feitos durante o 2º trimestre de gestação. As consultas devem ser rápidas e de preferência na segunda metade do período da manha, quando os enjoos são menos frequentes.

Na consulta de medicina dentária a gravida será informada sobre os cuidados de higiene oral e alimentação, a gravida deve usar o fio dentário e/ou o escovilhão, assim como a escova e pasta com fluor após todas as refeições.

Shares
Share This
× Precisa de ajuda?